Conheça os Principais Tipos de Ambulância

Conheça os Principais Tipos de Ambulância

Você os ouviu andando pelas ruas, os viu atravessando o tráfego pesado da cidade, mas quantas vezes você tentou identificá-los? “Identifique o que? Eles não são todos iguais? Se essa pergunta passou pela sua cabeça agora, você é um entre os milhares de outros que não sabiam que as ambulâncias diferem umas das outras. Sim, existem diferentes tipos de serviços de ambulância e cada tipo destina-se a lidar com um certo tipo de situação / emergência. No entanto, as pessoas estão basicamente mais preocupadas com a emergência do que com o tipo de veículo e, portanto, acreditam que toda ambulância segue o mesmo design monótono e tem o mesmo papel a cumprir. Antes de aprender sobre os tipos padrão de ambulância, permita-nos fornecer uma definição adequada de “o que significa uma ambulância?
“Uma ambulância pode ser qualquer tipo de veículo, equipado com medicamentos e equipamentos básicos ou altamente sofisticados para suporte à vida, destinados a administrar atendimento médico instantâneo”.

Quais são os tipos de ambulância e em que se especializam?

Existem diferentes tipos de ambulância no Brasil e esse texto vai falar um pouco mais sobre cada uma delas. Vale lembrar que as ambulâncias devem obedecer à norma ABNT – NBR 14561/2000, que define o tamanho e os demais itens que as ambulâncias devem ter. Ademais, o Ministério da Saúde tem a Portaria nº 2048, que define um padrão para cada tipo de ambulância no Brasil.

Ambulância Tipo A

Essa ambulância serve para transportar pacientes que não correm risco de morrer. Em geral, é um carro para fazer resgates simples e sem necessidade elevada. Esse carro de resgate contém itens como maca com rodas, sinalizador acústico e ótico, suporte para soro e um cilindro de oxigênio. Além disso, esse carro é tripulado pelo técnico de enfermagem e pelo motorista.

Ambulância Tipo B

A segunda ambulância da lista serve para carregar pacientes que estão com risco de vida, mas não precisam de atendimento no local. Ela vem tripulada por um técnico de enfermagem e uma pessoa responsável por dirigir a ambulância. Entre os seus itens, estão:
  • Sinalizador ótico e acústico;
  • Suporte para soro, maca articulada com rodas;
  • Instalação para rede de oxigênio com cilindro;
  • Umidificador de oxigênio;
  • Maleta de primeiros socorros com estetoscópio, luvas descartáveis, tesouras, entre outros;
  • Ressuscitador manual;
  • Colete cervical;
  • Kit para parto;
  • Rádio para comunicação.

Ambulância Tipo C

Essa ambulância tem como especialidade resgatar pessoas que sofreram acidentes e precisam de atendimento no próprio local. Esse carro é tripulado por 02 militares socorristas (especialistas em salvamentos) e um motorista. Entre os seus itens obrigatórios, estão:
  • Os três primeiros itens da ambulância B;
  • Prancha longa para deixar a coluna imobilizada;
  • Colete imobilizador ou prancha curta;
  • Kit para parto da ambulância B;
  • Material de salvamento com: moto abrasivo, martelete pneumático, máscara autônoma, almofadas pneumáticas, bola tipo life-bolt, ferramentas auxiliares para desencarceramento;
  • Maleta de primeiros socorros da ambulância B incrementada com: bandagens para queimaduras e machucados grandes, frascos de soro fisiológico e mini lanterna;
  • Lanterna de mão,
  • Máscaras, óculos e aventais de proteção;
  • Rede de oxigênio da ambulância B;
  • Extintor de pó químico, capacetes, cordas, luvas isolantes e tesouras hidráulicas;
  • Torre de sinalização traseira.

Ambulância Tipo D

Tripulados por um motorista, um enfermeiro e um médico, essa ambulância é somente para os pacientes que possuem sério risco de morrer, ou seja, aqueles que irão direto para a UTI. Além de todos os itens das outras ambulâncias, o carro de salvamento D contém:
  • Itens básicos para a equipe médica: óculos, máscaras e aventais; cobertor ou filme metálico para conservação de calor do corpo;
  • Campo cirúrgico fenestrado;
  • Almotolias com antisséptico; colares cervicais de diversos tamanhos;
  • Medicamentos necessários para socorro com urgência;
  • Radiocomunicação;
  • Um kit com: cânulas endotraqueais de vários tamanhos, cateteres de aspiração, adaptadores para cânulas, cateteres nasais tipo óculos, seringa de 20 ml para sonda dobbhoff;
  • Ressuscitador manual (crianças e adultos), sondas para aspiração traqueal de vários tamanhos;
  • Pares de luvas de procedimentos, máscara para ressuscitador adulto e infantil, frasco de geleia de lidocaína;
Um detalhe sobre a ambulância D é que ela também serve para transportar crianças de até 28 dias de vida, fase conhecida como neonatal. Nesses casos, a ambulância contém itens como incubadora de transporte para bebês, cilindros de oxigênio e controle de temperatura. Além disso, ambulância D precisa de um respirador que funcione à base de pressão. No mais, é necessário que esse carro de resgate neonatal tenha todos os itens que a ambulância D normalmente tem.

Tipos de ambulância: Por que você deve entender a diferença?

Os preços variam para cada serviço de ambulância diferente É um equívoco geral que todas as ambulâncias cobram o mesmo. De fato, cada tipo de ambulância distinto tem sua própria tarifa única. Quanto mais sofisticada e bem equipada a ambulância, maiores serão as acusações. Você se poupará de despesas desnecessárias O conhecimento do seu tipo de ambulância garantirá que você selecione a ambulância certa para a necessidade de emergência relevante. Como resultado, você não acabará contratando ambulâncias caras para situações não emergenciais.  

Deixe uma resposta